9ets News – Notícias – Cultura

9 et Urandir   News 2014   489f1 videotexas   urandir   Lei no Texas obriga alunos a assistirem a vídeo sobre abordagem policial como requisito para pegarem diploma
Vídeo de 16 minutos produzido pela polícia do Texas foi incorporado ao currículo obrigatório para estudantes do ensino médio; objetivo é treinar cidadãos a se comportarem quando tiverem o carro parado por um policial. A partir deste ano letivo, os estudantes do ensino médio no Texas, nos Estados Unidos, só poderão conseguir o diploma depois de dedicarem 16 minutos para assistirem a um vídeo com instruções sobre como se comportar durante uma revista policial no trânsito. É o que diz uma lei estadual aprovada no estado no ano passado e que entrou em vigor em 27 de agosto desse ano.
Batizada de Ato da Educação para a Segurança da Comunidade, a lei tem como objetivo definir o comportamento dos cidadãos e dos policiais durante interações no trânsito.
Segundo a Agência de Educação do Texas (TEA, na sigla em inglês), a nova lei exige que todas as escolas “ofereçam instrução aos estudantes do 9º ano 12º ano sobre a interação adequada com oficiais durante abordagens no trânsito e em outros encontros cara a cara”, e vale para todos os alunos que começarem o ensino médio (9º ano, nos Estados Unidos) a partir do ano letivo 2018-2019.
O material de instrução deve ser incluído no currículo obrigatório em uma ou mais disciplinas, continou a TEA, e as escolas precisam indicar de forma clara no histórico escolar dos alunos que elesc ompletaram o requisito.
Vídeo de 16 minutos
No fim de setembro, a TEA publicou o vídeo em seu site e afirmou que as escolas do distrito “devem usar o material desenvolvido de acordo com a Comissão de Aplicação da Lei do Texas
Vídeo que foi incluído por lei no currículo obrigatório do ensino médio nos Texas, EUA, dá instruções sobre como se comportar numa abordagem policial no trânsito
Reprodução/Texas Education Agency
Certo x errado
No vídeo, os estudantes assistem a duas abordagens policiais de veículos: uma na qual a motorista age de forma incorreta depois de ser parada por excesso de velocidade, e outra na qual o motorista segue as instruções ao ser abordado porque a lanterna traseira estava quebrada.
O material também tem um capítulo com perguntas de estudantes e membros da comunidade, que são respondidas por diversos policiais.
As perguntas abordam dúvidas sobre como agir, como não agir e como denunciar um policial caso a abordagem tenha sido abusiva ou o motorista discorde do motivo pelo qual foi parado.
Salvar vidas
Quando a lei foi aprovada, em 2017, Royce West, um dos senadores estaduais que defendem a nova regra, afirmou que uma das motivações da mudança foi o número de cidadãos desarmados que foram vítimas de tiros por parte de policiais nos Estados Unidos nos últimos.
“Sentimos que não poderíamos ficar parados enquanto esses incidentes trágicos, erodindo a confiança do público e criando desconfiança nas autoridades policiais, continuavam a acontecer, sem fazer um esforço que poderia, no fim das contas, ajudar a salvar vidas”, disse Royce West.

9ets News e Urandir Notícias
Notícias Cultura e Educação by Urandir

Fonte: g1.globo.com