urandir   #7a1nuncamais: Brasil completa um mês do maior vexame da história do futebol

9ets News – Notícias Esportes – by Urandir News-

   urandir   #7a1nuncamais: Brasil completa um mês do maior vexame da história do futebol

Placar no Mineirão escancarou a ferida do futebol brasileiro
Lars Baron/Getty Images

A humilhante derrota do Brasil para a Alemanha na semifinal da Copa do Mundo completa nesta sexta-feira (8) um mês. O maior vexame da história do futebol, infinitamente superior ao Maracanazo, por exemplo, deixou sua marca e merece para sempre ser debatido. Enquanto o antigo técnico Luiz Felipe Scolari até hoje se pergunta o que aconteceu e cartolas rascunham uma tímida mudança no futebol, o R7 lança a campanha #7a1nuncamais.

Naquela fatídica partida no Mineirão, que com quatro gols em seis minutos logo se tornou Mineirazo, o Brasil não foi Brasil. Ou não foi o Brasil que os amantes do futebol estavam acostumados. Mal sabiam eles que aquela seria mesmo a realidade do antigo time canarinho. A equipe não tinha um substituto para sua principal estrela, não tinha padrão-tático, não tinha brio. Faltou tudo. Daí a vontade urgente de um futebol melhor que reflete até mesmo nos baixos números de audiências registrados pela dona dos direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro.

Passado o Mundial, a comissão técnica inteira foi destituída de uma honraria que vinha do tetra (1994) e do pentacampeonato (2002). O coordenador Carlos Alberto Parreira e o técnico Luiz Felipe Scolari foram demitidos, assim como os profissionais que o cercavam tiveram o vínculo interrompido. Sobrou até mesmo para o diretor de comunicações Rodrigo Paiva, que estava na Confederação Brasileira de Futebol desde 2001.

A aparente reformulação após a falência do time verde-amarelo ficou apenas no discurso. O atual presidente José Maria Marin e o futuro presidente Marco Polo Del Nero optaram por um velho conhecido. Depois de quatro anos e a experiência frustrada no Mundial da África do Sul em 2010, Dunga retornou ao comando. O antigo capitão convocou amigos e auxiliares para o novo trabalho. Gilmar Rinaldi é o novo coordenador de seleções, Mauro Silva será uma espécie de auxiliar pontual e Taffarel será o preparador de goleiros.

Data marcada

A CBF anunciou na última quinta (7) que a seleção brasileira fará um amistoso contra a seleção japonesa em 14 de outubro, no novo Estádio Nacional de Cingapura. A partida será a quarta desde a volta de Dunga ao comando da equipe. Antes disso, o time enfrenta Colômbia, Equador nos Estados Unidos, além da Argentina, na China.

9ets News e Urandir Notícias
Notícias Esportes

Fonte: r7.com