9ets News – Notícias Mundo & Urandir News-

9 et Urandir   News 2014   e4c2b 2018 09 19t160243z 1145106972 rc1f6451ad10 rtrmadp 3 storm florence dogs   urandir   Fotógrafo narra resgate de cães presos em canil durante enchente provocada por furacão Florence
Voluntários foram retirar pessoas presas em igreja quando ouviram latidos e encontraram animais. Soltos, eles nadaram até área mais alta; dono disse que fugiu às pressas com crianças e por causa das águas não conseguiu voltar para retirá-los. Ryan Douglas resgata cães após a passagem do furacão Florence por Leland, na Carolina do Norte, no domingo (16)
Reuters/Jonathan Drake
Três dias depois de o furacão Florence tocar o solo na Carolina do Norte, eu estava documentando os danos em Wilmington e em comunidades no sul quando fiquei sabendo que resgatistas voluntários estavam a caminho de uma igreja em Leland onde pessoas estavam isoladas pelas águas que subiam.
Mesmo com uma camionete, é assustador dirigir por águas escuras e profundas o bastante para cobrir placas de trânsito. Mas experiência cobrindo tempestades e boas galochas o capacitam a medir cautelosamente a profundidade da água e sua força, para que você consiga chegar até boas histórias que estão esperando para serem contadas.
Ryan Nichols e David Rebollar têm outra forma de chegar até pessoas e animais presos pelas enchentes: um barco que eles arrastam de sua casa no Texas até zonas de desastre. No caso da Carolina do Norte, isso significou mais de 1.600 km.
Cachorros abandonados presos em canil depois que o dono deixou sua casa devido à chegada do furacão Florence são resgatados pelo voluntário Ryan Nichols, de Longview (Texas), na cidade de Leland, na Carolina do Norte
Jonathan Drake/Reuters
Tendo enfrentado o furacão Harvey, que atingiu Houston no ano passado, os ex-marines têm como missão ajudar quando algum desastre acontece.
Naquele dia, enquanto eles colocavam seu barco na água a partir de um pedaço de terra seca, uma estrada era identificável apenas por postes com sinais de trânsito de mais de 2 metros com as pontas para fora da água. Meu colega e eu nos unimos a Nichols no barco e fomos até a igreja, cerca de 300 metros adiante.
Cães são resgatados em meio a enchente causada pelo Florence na Carolina do Norte
Colônias de formigas de fogo formavam pequenas ilhas flutuando ao lado de brinquedos. Árvores, lápides e estátuas tristes espiavam acima da linha d’água.
Enquanto Nichols falava com pessoas na igreja, ouvimos latidos persistentes nos fundos da propriedade do outro lado. Ele foi investigar e logo voltou, dizendo com urgência que “eles” estavam presos e que deveríamos correr.
Ryan Douglas é visto com um dos cães que salvou após a passagem do furacão Florence por Leland, na Carolina do Norte
Reuters/Jonathan Drake
Nos movemos através de águas até a altura dos joelhos até que vimos cães de caça em um canil – dois apoiados nas patas traseiras, o outro nas quatro patas e apenas com a cabeça fora da água. Eles estavam tremendo, apavorados e desesperados para sair.
Nichols tentou acalmar os cães enquanto abria a jaula. Quando ele conseguiu, não três, mas seis cães saltaram para fora, meio nadando e meio pulando através de um trecho de água que dava acesso a um pedaço de terra firme. Eu acompanhei a ação com minha câmera próxima à água, na altura deles.
Um dos cães salvos por Ryan Douglas após a passagem do furacão Florence por Leland, na Carolina do Norte
Reuters/Jonathan Drake
Um vizinho da rua de cima encontrou um pouco de ração, que eles devoraram.
Com mais e mais pessoas na vizinhança precisando de ajuda, os voluntários e moradores decidiram deixar bastante comida para os cães e permitir que eles ficassem a salvo em uma área mais alta à qual agora tinham acesso e avisar as autoridades sobre eles.
As águas subiram nas horas seguintes, e começaram a retroceder apenas no dia seguinte, quando Nichols voltou para checar como estavam os cães. Ele encontrou o dono deles, que disse que teve que sair às pressas com crianças pequenas, e que uma pessoa que ele enviou para retirar os cães não conseguiu chegar ao local por causa da enchente.

9ets News e Urandir Notícias
Notícias Mundo fonte g1.globo.com notícias & Urandir news