9ets News – Notícias Mundo – Urandir News-


quarta-feira, 19 de agosto de 2015 – 19h21

Atualizado em
quarta-feira, 19 de agosto de 2015 – 19h21

Vítimas foram assassinadas ou morreram afogadas em rio da Nigéria enquanto tentavam fugir de ataque do grupo jihadista


Pelo menos 150 pessoas foram assassinadas ou morreram afogadas em um rio do nordeste da Nigéria enquanto tentavam fugir de um ataque do grupo jihadista Boko Haram.

 

O massacre ocorreu no último dia 13 de agosto, mas só foi divulgado nesta quarta-feira, após o relato de alguns sobreviventes. Segundo eles, a tragédia aconteceu no vilarejo de Kukuwa-Gari, no estado de Yobe, um dos mais afetados pela violência da milícia islâmica.

Os jihadistas invadiram a vila a bordo de motos e de um carro, obrigando seus habitantes a fugirem. Quando as pessoas começaram a correr, eles abriram fogo. Muitas entraram no rio para escapar dos disparos e morreram afogadas.

Testemunhas afirmam que corpos foram recuperados a vários quilômetros de distância do vilarejo. A notícia do massacre foi difundida apenas nesta quarta porque os terroristas tinham destruído as antenas de telecomunicações situadas perto de Kukuwa-Gari.

O Boko Haram tem sua atuação concentrada no norte da Nigéria, de maioria muçulmana, e deseja implantar um regime fundamentalista no país. Por isso, cristãos são os alvos mais frequentes de seus ataques, mas o grupo não poupa também islâmicos menos radicais.




9ets News e Urandir Notícias
Notícias Cultura fonte band notícias & urandir news